Entre aspas, sim, porque "Época de Exames" não transmite bem o terror que paira sobre  a FMUC em dias destes. 
Normalmente, a palavra "Exame" já seria suficiente para aterrar o mais comum dos estudantes universitários. Mas não, estudante de medicina tem c*lhões (terminologia científica) de aço blindado revestidos de ouro com diamantes incrustados e enfrenta de cara olheireinta uma infinidade de exames, orais ou escritos, por vezes no mesmo dia, quase sempre em dias consecutivos, das mais variadas cadeiras que já devia ter feito por frequência, mas que por motivos incógnitos, tem de fazer por frequência para ser sequer admitido a exame, ou então chumba que até anda de lado. Porque dizem que somos "uma elite" e tal. Bem, se elite quer dizer com falta de sono, vida própria e memória em disco, estamos no caminho certo. Se nos queixamos, ainda apanhamos com o típico "e as centenas de candidatos que davam tudo para ter entrado?". Comes e calas, belhote, que ainda tens a drenagem linfática do quadrante postero-supero-esquerdo do ligamento tirocostoesternoprancreaticocolicorectoesplenocárdico oblíquo para estudar, e o Netter e o Pina e o Martins cada um diz de sua sentença e ninguém sabe o que diz o prof. Antunes nas aulas porque estava tudo ressacado da latada... e mesmo que não estivesse não tinha entendido ponta de um corno do sacro daquilo que ele disse.

E assim se fazem as cadeiritas. Eu por cá, ainda não chumbei a nada, mãezinha, tenho tirado boas notinhas e está tudo "muito benzinho". A minha sanidade mental já viu melhores dias, o meu pescoço dói só de lhe encostar uma pontinha do dedo (especialmente na zona do processo espinhoso da C7) e a minha cabeça está cheia de pormenores ridículos da anatomia do tronco. Tenho saudades de casa. Tenho saudades de ter uma conversa com alguém da minha idade que não envolva medicina. Sinto a falta de uma noite completa de sono. Morre um pedaço de mim sempre que fico em casa fechada a estudar. E subitamente, penso... caramba, valerá a pena?

Caga nisso, há cenas piores.


PS: Secundário, volta, estás perdoado!!!!
 


Joel Marques
11/01/2013 19:16

Welcome to Med School! You'll get used to it!
O primeiro é consideravelmente soft (palavra de quem já passou por lá - meio sem saber como mas passou). Não vale a pena abdicar de dormir pelos exames, 7 horinhas de sono completas fazem melhor que perder a noite de sono a estudar. Prefiro não ver tudo completamente, do que ir com a cabeça a latejar e o meu raciocínio entorpecido que mal consigo ver o que as perguntas pedem. Não é o fim do mundo! Os outros também o fizeram (verdade que considero esta alteração de calendário lectivo prejudicial para nós, mas é fazível), Não vale a pena revoltares-te demasiado agora, pois os próximos anos são piores. Vais-te habituando. Aliás vais olhar para trás e querer voltar ao 1º ano por diversas razões, e vais achar que foi bastante acessível (apesar de ser tremendamente exigente não te tiro razão, apenas os pontos de vista vão sendo alterados ao longo do tempo).
Bom texto btw.
Beijinhos
Dr. Careca, ou Colina (gosto mais deste último)

Reply
Carolina Cabaços
12/01/2013 07:28

Eu só venho responder à última pergunta que fizeste, apesar de se tratar claramente - espero eu - de uma interrogação retórica: sim vale a pena. CLARO que vale a pena :) Tu vais chegar ao fim e pensar "Possa, suei bastante, e agora aqui estou" e vais sentir-te dona do mundo. Vais mesmo! Se o percurso fosse fácil, se a meta fosse perto, poderias até ser, igualmente, médica aos olhos de todos, mas não serias nem metade da profissional que tenho a certeza que serás, e o sentimento de vitória, de conquista, ficaria muito aquém daquele que sentirás daqui a uns aninhos, quando te rasgarem a capa e a batina, quando estiveres na Ordem a assinar um papel que te coloca no tão merecido patamar onde te é concedido o poder de curar alguém. De SALVAR alguém.
Por agora, penas um pouco, não o nego. Mas também não nego que ser estudante é o melhor do mundo... E, falando agora por experiência própria, digo-te que é bem possível não perder noites de sono e fazer tudo na mesma com notas aceitáveis. E divertires-te à brava na grande cidade que é Coimbra. Desesperar é proibido.. Olha que eu ponho-te de quatro, que ainda posso ;)
Um beijo e força nisso
A doutora cabeluda (ahah Joel xD)

Reply
19/01/2013 14:26

Look at the fucks i give; oh right, i dont give a fuck...

Reply



Leave a Reply.